O Livro: do surgimento da escrita ao livro eletrônico

Prof. Adão Reinaldo Farias
Por volta de 30.000 anos atrás, no final do período Neolítico, surge a proto-escrita através da representação de símbolos, iniciando assim a história da comunicação humana. Embora não tenha significado linguístico, a proto-escrita forma as bases necessários para o desenvolvimento da escrita. A primeira forma de escrita registrada é a cuneiforme, no oriente médio, evoluindo para a escrita silábica, desenvolvida pelos povos sumérios na Mesopotâmia por volta de 3000 a.C., utilizada para para representar a língua falada, método que foi adotado pelos acádios e que leva a criação dos alfabetos.
O sumérios, utilizando tabletes de argila e pedra, criam os primeiros Livros, que eram compostos por lendas, poesias, assuntos administrativos, religiosos e leis.
Com a descoberta do papiro, obtido a partir de uma planta egípcia (parte que era liberada da planta), surge em latim a expressão liber libri, posteriormente Livroem português. O papiro é aos poucos substituído pelo pergaminho feito do couro de animais, que levava a vantagem de ser mais resistente e se conservar ao longo do tempo.
Na Europa da idade Média, o Livro sofre um pouco em consequência do fervor religioso. Os monges tornam-se copistas reproduzindo as obras e os textos para formação dos religiosos, os chamados textos didáticos. Aparecem as margens, as páginas em branco, a pontuação, o uso das letras maiúsculas, os índices, sumários e resumos, seguindo o Livro a sua evolução, quando o papel trazido por mercadores árabes da China no século XII substitui o pergaminho.
O Livro: A Epopéia de Gilganesh (trata-se de um poema épico da Mesopotâmia, tendo sua origem em diversos poemas e lendas sumérias) é reconhecido como mais antigo do mundo.
Com a invenção da imprensa com tipos móveis em 1455, através de Gutenberg, o primeiro Livroa ser impresso é a Bíblia em latim. Devido a redução nos custos de produção o Livrotorna-se mais acessível e popular.
No Brasil o primeiro Livroa ser trazido pelos colonizadores foi a Bíblia. Depois os Jesuítas trouxeram outras obras para para ensinar e catequizar. Como a igreja dominava o mundo ocidental e proibia várias obras de circular em Portugal, isso se refletia no Brasil. Assim os livros proibidos só podiam circular aqui no Brasil de maneira clandestina.
Hoje por definição o Livro, tem que ter uma encadernação de capa e páginas em sequência e ser potável e são classificados em duas categorias: Livrosde leitura sequencial e obras de referência.
As novidades na atualidades são: o audiolivro e o livro eletrônico.
O audiolivro, audiobook ou livro falado é a gravação em CD, MP3, WMA, OGG e outros formatos de conteúdos de um lido em voz alta, podendo ser encontrado na internet em versões gratuitas ou pagas. Ideal para serem utilizados por pessoas portadoras de necessidades especiais visuais e por quem quer otimizar seu tempo, devido a falta de tempo para poder ler o Livro impresso.
O Livro eletrônico, Livro digital ou Ebook: é um livro no formatos PDF, HTML e ePUB (formato de arquivo digital específico para Ebooks) para ser lido em computadores, tablets ou leitores de livro digital. Pode ser encontrados na internet em versões pagas e gratuitas. É um dispositivo de armazenamento de um custo baixo, chegando rápido as mãos do leitor, com preço até 80% menor que o livro impresso. Outra vantagem é a portabilidade, visto que pode ser armazenado em diversos dispositivos, como por exemplo cartão de memória. Hoje há softwares que fazem a leitura de um audiolivro e ainda o converte em um mídia sonora, através do formato MP3, criando os audiobooks. A desvantagem é que a leitura do livro é ainda 1,2 vezes mais rápida que a do livro digital.
Não se pode dizer ainda que o livro eletrônico é o continuador do livro, mas como incorpora novas mídias (som e imagens),vem ganhando cada vez mais espaço.
Para reflexão o poema de João André Soares:
O LIVRO

O Livro é um amigo
Com ele viajamos sem cessar.
Além do horizonte, além do mar…
Ao ler um livro,
Posso ser nuvem que flutua no céu,
Ou barco que corta as ondas de um sereno mar…
A voar, a flutuar,
Ou a cantar, ao lermos um livro
Percorremos um arco-íris nas asas da imaginação!…
Um livro pode relatar uma vida
De amor ou de tristeza
Para sempre marcada no nosso coração…
Um livro pode também
Informar-nos da injustiça,
Da angústia, da tristeza
Que rodeia o mundo.
Como névoa
Que se não dissipa!…
Afinal, o livro é um amigo… o amigo…
Referências:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Livro, acessado em 23/06/2013.